20 DE OUTUBRO DE 2018
   
 
 
      - NOSSO ALUMÍNIO É MAIS VERDE.
 
 

A ABAL - sob coordenação de seu Grupo de Trabalho sobre Mudanças Climáticas - realizou, em parceria com a Fundação Espaço Eco, o estudo intitulado "Avaliação das emissões de gases de efeito estufa na cadeia de valor do alumínio".

As conclusões do estudo comprovaram o que a ABAL tem apregoado em fóruns e publicações: o alumínio brasileiro é "mais verde" em relação ao produzido em outros países, se comparado ao volume de emissões de gases de efeito estufa da cadeia produtiva do alumínio no Brasil. "Os investimentos em autoprodução de energia hidrelétrica, o grid energético brasileiro e as ações voluntárias adotadas historicamente pela indústria brasileira do alumínio colocam os seus produtos entre os mais competitivos em relação à pegada de carbono", destaca o estudo. De fato, enquanto a média de emissões do processo de produção de alumínio primário brasileiro é de apenas 2,7 toneladas de CO2eq por tonelada de metal, a média mundial é de 7,1 toneladas de CO2eq por tonelada de alumínio, segundo o International Aluminium Institute (IAI). Trata-se de um volume de emissões 63% menor.

Já o total de emissões de CO2eq de toda a cadeia de valor do alumínio - desde a mineração à reciclagem, incluindo transporte e consumo de energia - é de 4,2 toneladas por tonelada de alumínio produzido, volume também muito abaixo da média mundial de 9,7 toneladas de CO2, conforme divulgado pelo IAI.

"Essa vantagem comparativa da indústria brasileira do alumínio certamente poderá contribuir para que o País se posicione como liderança nessa transição para uma economia de baixo carbono", ressalta Mauricio Born, coordenador do GT Mudanças Climáticas da ABAL.

"Podemos destacar a contribuição do alumínio para a redução das emissões atmosféricas no segmento de transportes, pois além de ser um material infinitamente reciclável, cada quilo de alumínio aplicado em substituição a um material mais pesado pode evitar a emissão de até 20 kg de CO2 durante a vida útil de um automóvel", exemplifica Born.

Fonte: www.revistaaluminio.com.br

 
 
Ladi’s Adonizadora © 2011 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Z/Quattro